O Município

Dados do município.

Dados do município/localização

Fundação: 15/03/1852
Emancipação Política:
Gentílico: NOVA-CRUZENS
Unidade Federatíva: RIO GRANDE DO NORTE
Mesoregião:
Microregião:
Distância para a capital: 98,00

Dados de características geográficas

Área: 277,66
População estimada: 37554
Densidade: 135,30
Altitude: 73
Clima: SEMIÁRIDO
Fuso Horário: Hora de Brasília (UTC-3)
No início o povoado foi chamado de Urtigal, devido à quantidade de urtigas existentes no local, segundo historiadores. Logo depois seu nome foi mudado para Anta Esfolada, em virtude de alguns fatos ocorridos na localidade, contados pelo historiador Manoel Dantas...
Era início do século XVII quando surgiu um núcleo populacional às margens do rio Curimataú, resultado da instalação de uma hospedaria pertencente aos primeiros moradores que ali chegaram.


A hospedaria destinava-se ao descanso dos boiadeiros, vindos da Paraíba e de Pernambuco, quando passavam pela região com seus rebanhos. O crescimento da povoação foi aumentando quando muitos boiadeiros que por ali passavam, fixaram moradia.
No início o povoado foi chamado de Urtigal, segundo historiadores, pela quantidade de urtigas existentes no local. Logo depois seu nome foi mudado para Anta Esfolada, em virtude de alguns fatos ocorridos na localidade, e contados pelo historiador Manoel Dantas, que diz: “existia no território uma anta com espírito maligno. Em determinado dia um astuto caçador conseguiu prender o animal numa armadilha. Na ânsia de tirar o feitiço da anta, o caçador partiu para esfolar o animal vivo.

Mas logo no primeiro talho a anta conseguiu escapar, deixando para trás sua pele e penetrando mata adentro”. Tornando-se o terror daquelas paragens e sem que o povoado conhecesse outra denominação, continuava sendo chamado de Anta Esfolada, até que um missionário conhecedor de artes diabólicas e do exorcismo, percebendo que o demônio fazia mal àquela terra, através do corpo da anta, adquiriu galhos de inharé vindos de Santa Cruz, fez uma cruz e fincou no ponto mais alto da vereda por onde o animal costumava passar.
O animal não mais apareceu e o povoado foi denominado definitivamente de Nova Cruz, e no dia 15 de março de 1852, pela Lei Provincial n° 245, foi criado o município de Nova Cruz que só em 3 de dezembro de 1919, recebeu foros de cidade.

Gentílico: nova-cruzense


Formação Administrativa
Distrito criado com a denominação de São Bento, pela lei provincial nº 24, de 27-031835, e leis provinciais nºs 199, de 27-06-1848 e 609, de 12-03-1868, subordinado ao município de Goianinha.
Elevado à categoria de vila com a denominação de São Bento, pela resolução provincial nº 245, de 15-03-1852, desmembrado de Goianinha. Sede na povoação de São Bento. Constituído do distrito sede.
Pela lei provincial nº 609, de 12-03-1868, transfere a sede da povoação de São Bento para a de Santa Cruz.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, a vila é constituída do distrito sede.
Elevado à condição de cidade com a denominação de Nova Cruz, pela estadual nº 470, de 03-12-1919

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído do distrito sede.
Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.
Pelo decreto estadual nº 603, de 31-10-1938, são criados os distritos de Campestre e Serra de São Bento e anexado ao município de Nova Cruz.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 3 distritos: Nova Cruz, Campestre e Serra de São Bento. Pelo decreto-lei estadual nº 268, de 30-12-1943, o distrito de Campestre passou a denominar-se São José do Campestre. No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 3 distritos: Nova Cruz, São José do Campestre ex-Campestre e Serra de São Bento. Pela lei estadual nº 146, de 23-12-1948, desmembra do município de Nova Cruz o distrito São José do Campestre. Elevado à categoria de município. Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 2 distritos: Nova Cruz e Serra de São Bento. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1955. Pela lei estadual nº 2337, de 31-12-1958, desmembra do município de Nova Cruz, o
distrito de Serra de São Bento.
Artesanato, festas e eventos
O artesanato é uma das formas mais espontâneas da expressão cultural novacruzense. Em várias partes do município é possível encontrar uma produção artesanal diferenciada, feita com matérias-primas regionais e criada de acordo com a cultura e o modo de vida local. Alguns grupos reúnem diversos artesãos da região, disponibilizando espaço para confecção, exposição e venda dos produtos artesanais. Normalmente essas peças são vendidas em feiras, exposições ou lojas de artesanato.[55] Algumas dessas exposições ocorrem na Casa da Cultura.[56]

Nova Cruz realiza uma diversa quantidade de eventos todos os anos.[57] Entre eles, destacam-se a festa de São Sebastião; a festa de Nossa Senhora da Piedade; a festa de São Pedro; a festa de emancipação política; a festa da Imaculada Conceição (padroeira municipal) e a festa de Santa Luzia.[11]

Principais atrativos turísticos
A Casa da Cultura de Nova Cruz está instalada no prédio onde funcionava a estação ferroviária. Esta estação, por sua vez, tem um significado muito grande para o município, pois foi nela que os novacruzenses, por décadas, embarcaram e desembarcaram dos trens que cortavam o estado e outros estados vizinhos. O prédio fora construído em fins do século XIX, aproximadamente em 1883, e sua arquitetura segue o padrão das demais estações ferroviárias, largamente aplicadas pelos ingleses ainda no tempo da antiga Great Western. Na programação da Casa de Cultura estão incluídas exposições de artes plásticas de artistas locais, cursos de danças folclóricas, apresentação de repentistas e outras atividades culturais que falam das raízes dos novacruzenses e da Região Agreste.[56]

A Praça do Marco Zero está construída no local onde foi fundada a cidade de Nova Cruz, em meados de 1852. Diz a lenda que foi neste local que o Frei Serafim de Catania fincou uma cruz feita com galhos de inharé, planta muito comum na região, para espantar uma anta esfolada que vivia aterrorizando os habitantes do lugarejo. Fincada a cruz a anta nunca mais apareceu e, a partir dessa dada, o local passou a se chamar Nova Cruz.[56]

Construída no início do século XX, a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição é um prédio imponente, como suas colunas interiores que lembram colunas góticas e seu altar-mor, abrigando a virgem da Conceição ao centro, provoca a admiração de todos os fiéis. Além do seu valor arquitetônico, essa igreja tem o seu valor sentimental, pois foi nela que a grande maioria dos novacruzenses realizaram seu batismo, crisma, sua primeira comunhão e o matrimônio.[56]

Feriados
Segundo a Associação do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte (AMPERN), em Nova Cruz há quatro feriados municipais, oito feriados nacionais e três pontos facultativos. Os feriados municipais são: o dia de São Sebastião, 20 de janeiro; o dia de emancipação política de Nova Cruz, comemorado no dia 3 de dezembro; o dia da padroeira Nossa Senhora da Conceição, comemorado em 8 de dezembro e o dia de Santa Luzia, que é comemorado em 13 de dezembro.[58]
Formação Administrativa
Distrito criado com a denominação de São Bento, pela lei provincial nº 24, de 27-031835, e leis provinciais nºs 199, de 27-06-1848 e 609, de 12-03-1868, subordinado ao município de Goianinha.
Elevado à categoria de vila com a denominação de São Bento, pela resolução provincial nº 245, de 15-03-1852, desmembrado de Goianinha. Sede na povoação de São Bento. Constituído do distrito sede.
Pela lei provincial nº 609, de 12-03-1868, transfere a sede da povoação de São Bento para a de Santa Cruz.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, a vila é constituída do distrito sede.
Elevado à condição de cidade com a denominação de Nova Cruz, pela estadual nº 470, de 03-12-1919

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído do distrito sede.
Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.
Pelo decreto estadual nº 603, de 31-10-1938, são criados os distritos de Campestre e Serra de São Bento e anexado ao município de Nova Cruz.
O clima de Nova Cruz é caracterizado como semiárido quente (do tipo Bsh na classificação climática de Köppen-Geiger), com estação chuvosa de março a junho[11] e precipitação média em torno de 750 milímetros (mm) anuais. O mês mais chuvoso é abril (133 mm) e o mais seco é outubro (10 mm).[17] A temperatura média anual é de 25,5 ºC, sendo janeiro o mês mais quente (27 ºC) e julho o mais frio (23,3 ºC).[18] A umidade relativa do ar é de 77 %,[19] e o tempo de insolação chega a 2 700 horas anuais.[11]

Apesar do clima predominantemente seco, segundo dados da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN), referentes ao período de 1912 a 1917, 1919, 1924, 1928 a 1961, 1963 a 1983 e a partir de 1992, o maior acumulado de chuva em 24 horas registrado em Nova Cruz foi de 190,4 milímetros em 9 de junho de 1980.[20] Outros grandes acumulados foram 144 milímetros em 21 de maio de 1976,[21] 142,5 milímetros em 29 de maio de 1945,[22] 134,7 milímetros em 25 de junho de 1936,[23] 130,2 milímetros em 4 de setembro de 1979,[24] 127 milímetros em 3 de junho de 2007,[25] 119,4 milímetros em 4 de junho de 1976,[26] 119 milímetros em 29 de março de 1976,[27] 107,2 milímetros em 7 de janeiro de 1938,[28] 106 milímetros em 1º de maio de 1997,[29] 105 milímetros em 3 de abril de 2011,[30] 100,5 milímetros em 5 de abril de 1978[31] e 100 milímetros em 10 de março de 2011.[30] O maior volume de chuva observado em um mês foi de 481,1 milímetros em abril de 1935.[32]

Hino Municipal

Coro
Nova Cruz não é cruz nova,
Pois, já conta um centenário.
E, porém, um relicário,
Tem cem anos, como prova

Gerações e gerações,
Na matriz, se batizaram.
E, por gloria, lhe deixaram
Luminosas Tradições.

A fé viva do passado
Desabrocha no presente.
E ilumina o apostolado
Desta nobre e grande gente.

Olhos fitos no futuro,
Caminhai, novacruzense!
Terra e céu, oh riograndenses,
Ganhareis, vos asseguro!

Brasão do Município


Bandeira do Município


NOTÍCIAS

#comemorativa | 16 DE MAIO DE 2022

Confraternização foi realizada nesta segunda-feira

#comemorativa | 15 DE MAIO DE 2022

A tarde foi de muita animação, apresentações e sorteios de brindes.

#Agenda | 12 DE MAIO DE 2022

A Prefeitura Municipal de Nova Cruz, através da Secretaria de Saúde,realizou na manhã da ultima quarta-feira (11), a II JORNADA DO AUTISMO

Qual o seu nível de satisfação com essa página?


Muito insatisfeito

Um pouco insatisfeito

Neutro

Um pouco satisfeito

Muito satisfeito