A Prefeitura Municipal de Nova Cruz, através da Secretaria Municipal de Assistência Social, Tribunal de Justiça do Estado, Núcleo de Ações e Programas Socioambientais (Naps) e em parceria com os Ofícios de Notas, reuniu coletivamente quase 180 casais para a realização de mais uma edição do Casamento Comunitário. O evento que concretizou sonhos e regularizou a situação civil de diversos casais, contou com a presença de diversas autoridades políticas regionais e ocorreu no Ginásio Poliesportivo Geovana de Azevedo Targino, em ato presidido pelo juiz Ricardo Henrique de Farias, titular da Vara Cível do município.

A noite festiva, coordenado pelo NAPS, na oportunidade representado por Rossini Pimentel, também oportunizou a todos os presentes a testemunhar a união civil do que do casal mais “experiente” da solenidade comunitária, ou seja, dos agricultores Pedro Alves Pessoa e Josefa Maria da Conceição, ambos com 82 e 65 anos de idade respectivamente. O casal que já vive maritalmente há 65 anos, só agora tiveram a oportunidade de oficializar a união em grande estilo e de forma gratuita. “ Para nós, que representamos o Poder Judiciário, na área civil, representando os municípios de Nova Cruz, Passa e Fica, Lagoa d’Anta e Montanhas, é motivo de muito orgulho estarmos aqui celebrando a união de todos”, destacou o magistrado Ricardo Henrique de Farias.

Já para o prefeito Targino Pereira, anfitrião do evento, a noite era de festa, celebração e alegria, já que o evento apenas legalizava, perante a lei, a união já existente. “A vida é feita de amor, cada ato que praticamos na vida, deve florescer desse sentimento. A vida conjugal a dois não fácil, um tem de compreender os defeitos do outro, devendo haver um bom entendimento para que o casamento seja duradouro. Parabéns pra todos aqueles que hoje apenas oficializam perante a lei a união de fato de direito que já existe para muitos”, frisou o gestor em fala.

image_pdfimage_print