A Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) segue vacinando cães e gatos, nas zonas rural e urbana, com foco em mais um Dia “D” de vacinação antirrábica. A ação tem por meta vacinar até o próximo dia (07/10) cerca de 16 mil animais, assegurando que estes permaneçam protegidos por todo o ano. De acordo com o coordenador do setor de endemias, Sidney Macedo, a meta é imunizar em todo o município, cerca de seis mil gatos e dez mil cães.

“Visando a prevenção, e por determinação do prefeito Targino Pereira, a imunização contra a raiva para cães e gatos já vem sendo realizada em nossa sede, localizada na rua Assis Chateaubriand – 689, de segunda a sexta, em horário de 07 às 13h. Além desse atendimento base, estamos também com nossos agentes casa a casa por todo o município, em um trabalho que esperamos concluir com êxito com a realização do Dia “D” da campanha de vacinação antirrábica”, disse o coordenador.

Para o DIA “D” a SMS estará com quatro pontos de vacinação, a saber:  Secretaria de Obras; Praça Barão do Rio Branco; Alpargatas e na convergência de ruas denominadas de 4 bocas, no bairro do Salgado. Para vacinar o seu animal – permitido já a partir dos 4 meses de vida – o dono deverá portar o seu histórico de vacinação.

FIQUE POR DENTRO 

RAIVA 
A raiva é uma doença viral e infecciosa, transmitida por mamíferos. A transmissão se dá pela penetração do vírus contido na saliva do animal infectado, principalmente pela mordedura, arranhadura e lambedura de mucosas. O vírus penetra no organismo, multiplica-se e atinge o sistema nervoso periférico e, posteriormente, o sistema nervoso central.

O QUE FAZER EM CASO DE MORDIDA
Ao ser agredida por um animal, a pessoa deve lavar imediatamente o ferimento com água e sabão, e procurar com urgência o Posto de Saúde mais próximo. Cães raivosos apresentam sintomas como: agressividade (atacando pessoas e objetos) ou tristeza (procurando lugares escuros), salivação excessiva, dificuldade para engolir, latido rouco e paralisia das patas traseiras. Nos humanos, a doença ataca o sistema nervoso central, levando à morte. O período de incubação é extremamente variável, desde dias até anos, com uma média de 45 dias, no homem, e de 10 dias a 2 meses, no cão.

image_pdfimage_print